fbpx

A magia para seres aceite pelos outros

Descobre o que precisas de fazer para que os outros te passem a aceitar e aprovar

Quantas vezes já procuraste a aprovação por parte dos outros?
Dos teus pais, parceira(o), colegas, chefe, amigos?
Quantas vezes sentiste aquela necessidade de pertenceres a um grupo e por isso até já fizeste algo que não te apetecia só para sentires que te aceitavam?

Pois é, tenho a certeza que te lembras de algumas desses situações.
Eu também tenho um rol delas na minha vida. Coisas tão simples como um grupo de amigos querer ir fazer determinada atividade que não tem nada a ver comigo, mas que eu com receio de me sentir excluída decido fazer, embora seja uma coisa que não gosto. Preferia anular-me e ir contra a minha natureza, só com medo que me excluíssem da próxima vez.

Todos nós temos este sentimento de pertença a um grupo, seja ele familiar, de trabalho, amizade, etc.
E está certo!
É suposto vivermos em sociedade, em grupo, em interajuda, em partilha. É suposto ajudarmo-nos mutuamente a crescer e a expandir, a sermos cada vez mais a nossa melhor versão (caso contrário vivíamos cada um no seu planetazinho!!)

Agora, o que não é suposto é deixares de ser TU para agradar os outros, perderes a tua individualidade, a tua autenticidade.

“Mas ó Alda os meus amigos não gostam de mim se eu me mostrar como sou…”.
Será? Será que não gostam?

Mas a verdadeira pergunta aqui é: e tu gostas de ti como és? E tu aceitas-te e aprovas-te exatamente como és?
Deves estar a pensar já numa série de coisas que não gostas em ti…
Então agora diz-me: como é que queres que os outros te aceitem tal como és se tu não te aceitas a ti própria(o)?!

Ah pois é!
Os outros só te devolvem o que pensas de ti. Ao mudares o que pensas de ti os outros vão também mudar a forma como te veem.

Só te consegues sentir bem contigo e com os outros, se te aceitares e se te aprovares a ti mesma(o) tal como és. Com tudo o que tens que gostas e que não gostas. Aceitares-te exatamente como és.
Atenção que isso não implica que não queiras mudar, que não queiras crescer, que não queiras ser melhor. Claro que podes sempre crescer e mudar, aproximar-te cada vez mais do melhor que podes ser.
No entanto, para te aceitares e aprovares a ti mesma(o) não precisas de ficar à espera de conseguir lidar com aquela situação, ter aquele trabalho, ter o peso ideal, ter aquele relacionamento, não te irritares…
Aceitares-te agora (sim agora, no preciso momento em que estás a ler isto) significa que vais aceitar o que gostas e o que não gostas, que te vais amar com a tua luz e a tua sombra.

E sim, antes que perguntes eu digo-te – É POSSÍVEL!
E posso dizer-te isso em primeira mão, porque eu também já estive aí. Eu também já olhei para mim e não gostava da maior parte do que via. E hoje olho-me ao espelho e digo de coração aberto “Amo-me e aceito-me exatamente como sou”.

Se consegui isto de um dia para o outro? Claro que não.
Foi aos poucos que me fui trabalhando, que fui mudando a forma como penso, que fui cada vez mais conectando-me comigo, com a minha essência, deixando vir à tona a minha verdade e a minha individualidade.
Se o trabalho está terminado? Claro que não!!!! Posso sempre ser cada vez mais a minha melhor versão. Como dizia a Louise Hay, é sempre possível amares-te mais.

Mas de facto, trabalhares o teu desenvolvimento pessoal aproxima-te da tua melhor versão. Tenho uma cliente que um dia me disse “Senti que foi efetivamente revelador, que agora olho à minha volta e que tudo é mais claro. Que tudo depende de mim e não dos outros e que eu tenho o poder de fazer acontecer”. E isto diz tudo!

Por isso pergunto-te: do que estás à espera para seres a tua melhor versão?!

Em modo de despedida deixo-te um exercício que usamos no Método Heal Your Life®:
– em frente a um espelho, olha-te nos olhos e inspira fundo algumas vezes e diz a seguinte afirmação, “Estou disposta(o) a aceitar-me exatamente como sou“, ou “É cada vez mais fácil amar tudo em mim“.
– durante o teu dia, sempre que vires o teu reflexo repete estas afirmações.

Desafio-te a fazeres isto durante alguns dias e se quiseres partilhar comigo como está a ser sabes onde me encontrar!